Alvalade 12/05/2020

Fregueses referenciados recebem máscaras de proteção

A Junta de Freguesia de Alvalade avançou no início de maio com mais uma medida de combate à pandemia provocada pela Covid-19, que contemplou a criação de um Banco de Equipamentos de Proteção para dar resposta e apoio às entidades locais que atuam na área da ação social. A iniciativa consiste na aquisição de máscaras, luvas, viseiras, álcool gel e outros equipamentos que se revelem necessários para a segurança de utentes e trabalhadores, num investimento total de 30 mil euros.

Parte do material adquirido, nomeadamente máscaras de proteção, tem vindo ainda a ser distribuído aos fregueses maiores de 65 anos, identificados pelo Programa Radar da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa ou fregueses referenciados pelo serviço de Direitos Socias da Junta de Freguesia de Alvalade. Com esta ação, a Junta de Freguesia de Alvalade pretende promover a proteção dos grupos mais vulneráveis e ainda criar condições de segurança a trabalhadores e utentes de instituições e IPSS’s com Serviço de Apoio Domiciliário e residência sénior.

Neste sentido, a Junta de Freguesia de Alvalade adquiriu ainda máscaras reutilizáveis e totalmente fabricadas em Portugal. Parte destes equipamentos vão ainda ser distribuídos pelos comerciantes locais, com o objetivo de promover a segurança e higiene no comércio do Bairro de Alvalade. Estas máscaras foram produzidas numa empresa com sede na Trofa, incentivando assim a recuperação económica do sector têxtil português. O produto é certificado pelo CITEVE, cumprindo uma capacidade de filtração e respirabilidade no contexto de nível 3, de cerca de 70%. Conhecidas como “La Mask”, estas máscaras podem ser utilizadas até cinco vezes, quando lavadas entre cada utilização a 60 graus, num ciclo completo de, no mínimo, 30 minutos (consulte aqui manual de instruções de utilização).

Recordamos ainda que a distribuição de material de proteção individual por parte da Junta de Freguesia de Alvalade teve início em meados de abril, tendo até ao momento permitido a entrega de cerca de 400 viseiras de proteção a entidades da Comissão Social de Freguesia, instituições e IPSS’s com Serviço de Apoio Domiciliário, comerciantes locais e Polícia de Segurança Pública, numa parceria direta com a Casa Pia de Lisboa e alguns particulares.

O uso deste tipo de equipamentos de proteção passou a ser obrigatório em contexto social, nomeadamente em transportes públicos e espaços fechados comuns, complementando assim as regras de distanciamento social e as medidas de proteção sobejamente conhecidas e aconselhadas pela Direção Geral da Saúde. Desta forma, a Junta de Freguesia de Alvalade pretende apoiar a segurança e promover a saúde dos seus fregueses, apelando a que todos cumpram as regras impostas nos vários espaços comuns, comércio local e território de Alvalade em geral.