Medalha

A Medalha da Freguesia destina-se a galardoar personalidades ou entidades de reconhecido mérito, serviços notáveis prestados à Freguesia de Alvalade por pessoas singulares ou coletivas, nacionais ou estrangeiras, e ainda a distinguir qualidades profissionais reveladas no exercício das funções ou contexto dos serviços prestados a esta Autarquia, compreendendo três modalidades: Medalha de Honra, Medalha de Mérito e Medalha de Bons Serviços.

Consulte aqui o Regulamento da Medalha da Freguesia de Alvalade.

Conselho da Medalha:

Em reunião da Junta de Freguesia, de 3 de fevereiro de 2020, foram nomeados os Membros do Conselho da Medalha da Freguesia de Alvalade. São eles:

  • Maria Simonetta Bianchi Aires de Carvalho Luz Afonso, na qualidade de Presidente

É uma Ilustre freguesa de Alvalade. Licenciada em História pela Universidade de Lisboa, mestre em História da Arte Contemporânea e doutora em História da Arte (séculos XIX-XX) pela Universidade Nova de Lisboa, acumulou, ao longo do seu percurso, a docência no Departamento de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com vários cargos onde promoveu a divulgação da cultura portuguesa e a sua projeção no mundo. Foi, entre outros desafios, Presidente do Instituto de Conservação e Restauro (1980-1983); Coordenadora do Museu Nacional de Arte Contemporânea (1989-1991); Diretora-Geral do Instituto Português de Museus (1991-1996); Diretora do Museu Chiado (1993-1997) e do Instituto Português de Museus (1997-2002); Comissária de Portugal para a Expo’98, tendo ficado encarregue do Pavilhão de Portugal, e, mais tarde, para a Expo’2000, em Hannover; Curadora do Museu da Assembleia da República (2001-2004) e Presidente do Instituto Camões (2004-2008). Em 9 de novembro de 2009, Simonetta Luz Afonso foi eleita Presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, cargo em que se manteve até 2013. O seu percurso foi, ele próprio, reconhecido com diversas honrarias, de ordem nacional e internacional.

  • João Alpuim Botelho, na qualidade de Vogal

É um distinto freguês de Alvalade. Nascido em Viana do Castelo, cresceu e estudou em Lisboa. É licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e Mestre em Museologia e Património, pela Universidade de Nova de Lisboa. Iniciou a sua atividade profissional no Centro Nacional de Cultura, em 1990/1991, com Helena Vaz da Silva, no Departamento de Divulgação Patrimonial. Em Viana do Castelo, organizou variadíssimas atividades culturais e dedicou-se, em particular, ao Museu do Traje, de que foi responsável entre 1999 e 2009, tendo ainda desenvolvido um conjunto de núcleos museológicos situados nas freguesias rurais do concelho. Entre 2002 e 2005, foi diretor executivo da Cuiturporto, tendo ficado responsável pela gestão do Teatro Rivoli e pela animação cultural da cidade do Porto. Integrou ainda o grupo de trabalho para a animação da mesma cidade durante o Euro 2004. Regressa a Lisboa em 2013 e, desde fevereiro de 2014, é diretordo Museu Bordalo Pinheiro, sito nesta freguesia, que, sob a sua égide, integrou a Comissão social da Freguesia de Alvalade.

  • António Cartaxo, na qualidade de Vogal

É um ilustre freguês de Alvalade. Nascido na Amadora, licenciou-se pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde veio a lecionar durante vinte anos. Foi também leitor de Português na Universidade de Varsóvia. Entre 1962 e 1975 integrou o Serviço Português da BBC em Londres e frequentou o curso livre de Musicianship. Foi galardoado com prémios nacionais e internacionais de rádio, nomeadamente, foi premiado, como realizador Jorge Ribeiro o programa “Você gosta de Beethoven?” que venceu o concurso pró-música de Rádio Budapeste (1976); o Prémio Ondas de Radio Barcelona (1982) com um documentário sobre Igor Stravinsky; ou o Prémio Gazeta de Jornalismo (1987) com programa dedicado a Fernando Lopes-Graça. Desde 1976 colabora com a RDP – Rádio Difusão Portuguesa, apresentando na RDP- Antena 2 programas como “Em Sintonia”, “Histórias da música… e outras” e “De Olhos bem abertos” e na Antena 1 apresenta “Grandes Músicas” e “Paixões Cruzadas” com António Macedo. É compositor e escritor, destacando-se o álbum seu intitulado “País de Cravos País de Cardos de 1972 e o livro “Efemérides românticas” e “Quase Verdade como São Memórias” que lhe valeu o Prémio Alçada Baptista 2012.