A carregar Eventos
  • Este evento já decorreu.

Cinema | Alvalade Cineclube | Ciclo “O Meu Nome é”

Março 17-21:00 - Abril 21-23:30

« Todos os Eventos

O Alvalade Cineclube procurou um espaço que lhe permitisse oferecer aos espectadores uma experiência cinematográfica única e encontrou-o na Universidade Lusófona, na Sala de Cinema Fernando Lopes, onde têm agora lugar todas as sessões. Um excelente substituto do Centro Cívico Edmundo Pedro, que permite ainda assim à Junta de Freguesia de Alvalade  continuar a apoiar este projeto, através de um contrato-programa celebrado recentemente entre ambas as partes. Para os meses de março e abril, o Alvalade Cineclube sugere cinema no feminino, sem mansplaining

O meu nome é Agnès. Celine. Dominga. Haifaa. Jessica. Margarida. Miranda. Valerie.

O meu nome é mulher. Oito mulheres, realizadoras, actrizes, personagens, que se desmultiplicam noutros femininos, habitam um ciclo de cinema. Em parte homenagem, em parte vontade de olhar o real pelos seus olhos ou pelas suas ficções, O MEU NOME É recupera o compromisso do Alvalade Cineclube de trazer ao cinema as vozes das mulheres e converte-se num ciclo com presença anual. Frontalmente, sem objetivos ou agenda que não seja afirmar o feminino.

Dia 17 de março | A Ferida + Parte de Mim

[Ficção – Margarida Leitão]

A Ferida (2003)
Uma mulher vive uma dor intensa, a morte de seu filho num inesperado e trágico acidente. Seu marido é o protector, procurando aliviá-la da dor, apesar de a sentir igualmente atroz. Separados no sofrimento, vagueiam, acariciam-se, lutam. A ruptura torna-se inevitável e a fuga é o único caminho, não é mais possível voltar atrás. Ferida, corre no meio da rua procurando a morte. Encontra no entanto, o que menos esperava… uma possibilidade de salvação. (in Curtas)

Parte de mim (2005)
Uma mulher vive a solidão de um segredo. A sua angustia não pode durar muito mais. Ela sabe que vai ter de tomar uma decisão… (in Curtas)

Público: Maiores de 12
Género: Ficção
Cor
Duração: 16 minutos + 14 minutos
Ano: 2003 e 2005

Ficha Técnica
Realização e argumento de Margarida Leitão

Dia 24 de março | A Flor da Felicidade

[Ficção – Jessica Hausner, 2019]
Alice trabalha numa empresa de desenvolvimento de novas espécies de plantas. A sua última criação é uma flor geneticamente modificada que tem uma capacidade espantosa: se for bem cuidada, torna feliz o seu detentor. Esta experiência, apesar de não totalmente comprovada, promete revolucionar o mundo. Mas quando Alice toma a decisão de trazer um exemplar para casa para oferecer ao filho, as coisas não correm como o esperado. Depois de avaliar o comportamento da planta, do rapaz e de todos à sua volta, a cientista começa a pôr em causa o sentido da sua criação.
Em competição pela Palma de Ouro no Festival de Cinema de Cannes, onde Emily Beecham arrecadou o prémio de Melhor Actriz, um drama realizado pela austríaca Jessica Hausner (“Lovely Rita”, “Lourdes”, “Amor Louco”), que conta também com a participação de Ben Whishaw, Kerry Fox e Kit Connor. (in PÚBLICO, CINECARTAZ)

Público: Maiores de 12
Género: Ficção
Cor
Duração: 105 minutos
Ano: 2019

Ficha Técnica
Realização: Jessica Hausner

Dia 31 de março | Retrato da Rapariga em Chamas

[Ficção – Céline Sciamma, 2019]

França, finais do século XVIII. Marianne (Noémie Merlant) tem como tarefa fazer um retrato de Héloïse (Adèle Haenel), uma jovem aristocrata acabada de sair do convento. A pintura será posteriormente oferecida ao homem a quem ela foi prometida. Inconformada com um casamento que não deseja, Héloïse recusa-se a posar. Por esse motivo, Marianne finge ser sua dama de companhia, absorvendo cada detalhe durante o dia. À noite, em segredo, vai construindo a imagem que retém da jovem noiva. Esses momentos vão criar uma forte intimidade entre as duas, cuja proximidade forçada acaba por se transformar em amor.
Apresentado em competição no Festival de Cinema de Cannes, onde recebeu o prémio de Melhor Argumento e a Queer Palm, um drama histórico escrito e realizado por Céline Sciamma (“Maria-Rapaz”, “Bando de Raparigas”). (in PÚBLICO, CINECARTAZ)

Público: Maiores de 12
Género: Ficção
Cor
Duração: 121 minutos
Ano: 2019

Ficha Técnica
Realização: Céline Sciamma

Dia 7 de abril | Milla

[Ficção – Valérie Massadian, 2017]
Apaixonados, os adolescentes Milla e Leo fogem para uma cidade portuária no norte de França. Apenas querem viver plenamente aquele amor, sem juízos nem intromissões dos adultos que os cercam. Mas, aos poucos, aquele afastamento do mundo vai fazê-los confundir o que é realidade ou invenção…
Segunda longa-metragem da fotógrafa francesa de ascendência arménia Valerie Massadian – depois do sucesso de “Nana” (2011) –, um drama sobre a entrada na idade adulta que arrecadou vários prémios, entre os quais o Prémio do Júri na competição secundária de Locarno, Prémio Cidade de Lisboa para Melhor Filme da Competição Internacional no DocLisboa e o Grande Prémio do Festival de Cinema de Lanzarote. Séverine Jonckeere, a actriz que dá vida a Milla, é uma não-profissional recrutada num centro de acolhimento; a contracenar com ela está Luc Chessel, que tem no currículo pequenos papéis mas que é, na “vida real”, crítico de cinema do jornal “Libération”. (in PÚBLICO, CINECARTAZ)

Público: Maiores de 12
Género: Ficção
Cor
Duração: 128 minutos
Ano: 2017

Ficha Técnica
Realização: Valérie Massadian

Dia 14 de abril | Tarde para Morrer Jovem

[Ficção – Dominga Sotomayor, 2018]
Chile, verão de 1990. Enquanto o país lida com o fim da ditadura de Pinochet, um grupo de adolescentes de uma comuna rural composto por Sofía, Lucas e Clara tenta compreender seus próprios desejos e relacionamentos enquanto se preparam para a véspera de ano novo. (in, Mubi)

Público: Maiores de 12
Género: Ficção
Cor
Duração: 110 minutos
Ano: 2018

Ficha Técnica
Realização: Dominga Sotomayor

Dia 21 de abril | O Sonho de Wadjda

[Ficção – Haifaa Al-Mansour, 2012]
Wadjda, de dez anos, é uma menina inteligente e cheia de vida que está constantemente a testar os limites daquilo que pode fazer sem ser castigada. O maior sonho da sua vida é ter uma bicicleta. Porém, para a sociedade onde vive, nos subúrbios de Riad, Arábia Saudita, ter uma bicicleta é coisa de rapazes, não de raparigas. Decidida a não ceder às imposições de uma cultura demasiado conservadora – e à sua mãe, que teme pela sua virtude –, ela vai tentar arranjar forma de obter o dinheiro necessário para a comprar e, dessa forma, poder fazer corridas com Abdullah, o seu melhor amigo. O plano: vencer uma competição escolar de récita do Corão. Assim, à medida que decora o livro sagrado, começa a convencer todos à sua volta da sinceridade da sua devoção e virtuosidade. Mas, apesar de todas as dificuldades que se lhe atravessam constantemente no caminho, Wadjda é incapaz de deixar de lutar por aquilo em que acredita…
Da autoria de Haifaa Al-Mansour, este é o primeiro filme escrito e realizado por uma mulher saudita. É também o primeiro totalmente filmado no país. “O Sonho de Wadjda” foi aplaudido pela crítica e arrecadou vários prémios internacionais, entre eles o CinemAvvenire e o C.I.C.A.E. & Prémio Interfilm no Festival de Veneza. Recebeu ainda uma nomeação para o BAFTA de Melhor Filme Estrangeiro. (in PÚBLICO, CINECARTAZ)

Público: Maiores de 12
Género: Ficção
Cor
Duração: 98 minutos
Ano: 2012

Ficha Técnica
Realização: Haifaa Al-Mansour


BILHETES
O preço normal dos bilhetes é 2€. Sócios do Cineclube têm 50% de desconto no bilhete e podem levar 1 amigo que paga também o preço de sócio. O pagamento tem de ser efetuado em dinheiro.


HORÁRIO

Todas as sessões estão marcadas para as 21H00


Mais info |  alvaladecineclube@gmail.comhttps://alvaladecineclube.pt/

Detalhes

Início:
Março 17-21:00
Fim:
Abril 21-23:30