18 | Homenagem a Eduardo Pitta

Autor: Vanessa Teodoro

Ano de execução: 2021

Descrição: O mural de homenagem a Eduardo Pitta surgiu no âmbito da 5.ª edição de Alvalade Capital da Leitura, que decorreu entre os dias 31 de maio e 5 de junho de 2021, em homenagem ao poeta, ficcionista, ensaísta, crítico literário e freguês de Alvalade. A obra é da artista Vanessa Teodoro, que se inspirou num poema de Eduardo Pitta e através do seu registo mais abstrato, inspirado na exploração da tipografia, criou esta imponente pintura, que ocupa um total de 390 m2.
Os traços dos padrões de inspiração africana, pintados a preto, são fruto das origens africanas da artista,  uma característica que curiosamente partilha com o escritor Eduardo Pitta. Estes traços estão “desfeitos”, como se estivessem feridos, representando a inquietude da vida e os batimentos e latejar do coração, remetendo-nos para dois dos versos do poema selecionado como inspiração: “O coração lateja?/A vida é uma ferida?”.

Já as letras a vermelho, em 3D, simbolizam o sangue e a parede cega descrita por Eduardo Pitta no verso “O sangue é uma parede cega?”. Por fim, o caos e a emoção da vida, destacados pela artista através do verso: “E se tudo, de repente?”.

Localização: Rua Flores de Lima